Saiba quando trocar a correia dentada do seu automóvel

Ao adquirir um automóvel usado, qual seria a primeira peça fundamental a ser trocada? Essa é uma pergunta que todos os motorista de carros usados deveriam se fazer, porém isso não é uma realidade. Com certeza a primeira coisa a ser obseravado nesse caso seria a correia dentada. E porque? A correia dentada é um componente de vital importância para o funcionamento do motor e muitas vezes é esquecida. Quando ela arrebenta, os prejuízos são grandes. Ou seja, é uma peça barata de ser troca, porém podem trazer prejuízos imenso quanto não observada.

A função da correia dentada é manter a sincronia entre o virabrequim – que transfere a força do motor às rodas – e o comando de válvulas, responsável pela entrada e saída de gases no cilindro.

Quando a correia se parte, esta sincronia é quebrada e o pistão – comandado pelo virabrequim – atinge a válvula, que geralmente está aberta e com sua cabeça dentro do cilindro. Os danos podem se estender ao próprio comando de válvulas, aos tuchos – que comandam a abertura e o fechamento das válvulas – e podem até danificar as bielas do motor.

E como saber se chegou a hora de trocar a correia dentada do meu automóvel? A resposta é depende. Primeiramente caso seu carro seja novo você deverá seguir o manual do automovel, ou seja, os fabricantes recomendam que a quilometragem ideal para a troca no manual do proprietário. No caso de dúvidas, faça a substituição a cada 40.000 quilômetros. Nos modelos Fiat como motores FIASA 1,0 e 1,5 (utilizados até 2001), faça a troca a cada 30.000 quilômetros.

Os modelos multi-válvulas – 16V, 20V ou 24V – requerem mais atenção ainda, pois geralmente contam com dois comandos de válvulas. Além disso, os comandos destes motores costumam ser mais pesados, exigindo mais da correia.

Mas por outro lado, caso tenha adquirido usado, a minha dica pessoal para você é corra a oficina e troque, mesmo que a correia do seu carro esteja parecendo nova.

Além da correia dentada também é necessário trocar o seu esticador que é composto de um rolamento que pode apresentar folgas ou mesmo travar provocando o rompimento da correia. Muitos mecânicos trocam somente a correia deixando o esticador velho ─ que estando deformado ou com folga pode danificar a correia nova ─ reduzindo sua vida útil.

Em muitos modelos, a correia dentada também aciona a bomba d’água, mais um item para acelerar o seu desgaste.

Fique atento aos ruídos provenientes do motor do carro. Em marcha lenta (ponto morto, sem acelerar), a correia costuma emitir um ruído intermitente e agudo. Esse é o melhor sinal de que a hora da troca já passou.

Motores como o Endura e o Rocam, da Ford, e os que equipam a Mercedes-Benz Classe A não utilizam correia, substituída por uma corrente metálica que dispensa trocas.

A troca da correia é relativamente barata ─ podendo variar de R$ 80,00 a R$ 1.000,00 (em alguns importados) ─ por outro lado, a retífica de cabeçote e troca das válvulas amassadas, que no caso de um nacional com motor oito válvulas fica em torno de R$ 3.000,00 podendo chegar em modelos importados a 15.000 reais.

via: Portal Alpini




33 thoughts on “Saiba quando trocar a correia dentada do seu automóvel

  1. Mario Muniz

    Tenho um peugeout 207 modelo 2010, o mesmo quebrou a correa dentada nos 70.000mil, peguei o carro na loja com 54832km, a garantia seria da propia loja que não revisou a mesma está correto…

    responder
    1. Walter Alves Chagas Jr

      A Gates, fabricante de correias dentadas, recomenda a troca a cada 60.000 Km. Mas se seu carro roda em estrada de terra ou regiões de muita poluição, é recomendável trocá-la com 40 a 50 mil. Não brinque com isso porque uma troca de correia dentada hoje sai na casa dos 300 reais aproximadamente. Mas, dependendo da circunstâncias que ela arrebentar, o impacto do pistão na válvula pode destruir seu motor deixando-o irreparável.

      responder
  2. Junior

    Meu peugeot 207 2012 quebrou a Correia dentada Hj na estrada a uns 80 km por hora, morreu na hora. Foi tentado dar a partida 3 a 4 vezes. Está na mecânica. Quanto fica para arrumar caso tenha atropelado todas as válvulas? Vamos pensar no pior cenário?

    Obrigado

    responder
    1. Cláudia

      Estou vivendo uma situação parecida: meu Peugeot 206 parou na estrada sábado, amanhã vou levar a oficina.
      O seu empenou as válvulas?
      Qto ficou o conserto?
      Estou apavoradaaaaaaaaaaa

      responder
  3. Alex de oliveira luz

    Boa tarde companheiros eu tenho um Peugeot 207,2008/2009 e hoje na data do ano corrente o meu carro do nada perdeu a aceleração, e de imediato achei que era embreagem, pois não acelerava,foi questão de segundos,joguei o carro para o acostamento, lembrando que logo em seguida o carro parou de funcionar,acionei o reboque,e o mecânico socorrista,pediu para eu ligar o carro,de imediato me disse,desliga,correia dentada…..fiquei triste,preocupado,mas,precisamos ter mecânicos de confiança, liguei,para o meu compadre, e foi comigo no local onde ficou o carro, que o reboque deixou,onde tinha conversado, enfim,meu compadre fez,um teste,quando os carros no meu caso Peugeot arrebenta a correia costuma empenar as válvulas, más, testou,tentou roudar o comando de válvulas com o Carro desligado, e estava travado,se girasse seria mil maravilhas pois seria um sinal de que nada de mas teria acontecido,mas não foi o meu caso,empenou,com o amigo da retífica ficou em R$ 600,00 a retífica, porque empenou as válvulas, se nao estivesse empenado,ficaria em R$ 350,00 então,tem que trocar também as juntas e atenuador e mão de obra,só a parte de cima…..mão de obra do mecânico R$ 0,00 pois o mecânico é o meu compadre,tudo acabou em churrasco….. fica a dica…..

    responder
  4. albano

    Bom dia
    Tenho o meu Fortuner 2.7vvti modelo 2009 quando tento dar arranque 20-50 min. depois de ter trabalhado custa a pegar. É preciso duas a tres tentativas pra pegar de arranque. O que poderá ser isso?

    Abraços

    Albano

    responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *