Dicas para manutenção da direção hidráulica

volante

A assistência hidráulica serve para deixar a direção mais leve em manobras. Alem disso, outra vantagem do sistema é não requerer grandes cuidados, mas maus hábitos do motorista, como esterçar as rodas repetidamente com o carro parado, podem comprometer o bom funcionamento e custar caro.

O defeito mais comum nesse sistema é o vazamento de fluido, sendo que o nível do fluido começa a baixar e a direção ficará pesada e surgirão ruídos, que lembram estalos, ao esterçar. Portanto, faça a verificação do nível do lubrificante durante as revisões.

Forçar o veículo para sair de valetas profundas ou buracos também causa danos. “Como o carro ‘levanta’, há sobrecarga na bomba hidráulica, que pode danificar os terminais (peças que ligam o sistema às rodas)”, explica o diretor da Associação de Engenharia Automotiva (AEA), Edson Orikassa.

Na manutenção do sistema também deve ser verificada a correia, mangueiras e caixa de direção.

DIREÇÃO ELÉTRICA

Diferentemente da hidráulica, a assistência elétrica não requer fluido, mangueiras, etc… E não “rouba” força do motor do veículo. O serviço é feito por um motor elétrico que fica junto à caixa de direção. Em caso de pane, o volante também fica pesado.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *