Como regularizar o novo motor do seu veículo?

regularizar novo motor

É lei e já esta em vigor para regularizar o documento do veículo é necessário que o número do motor seja o original do veículo, em caso de ser diferente é necessária a apresentação de uma declaração reconhecida por autenticidade.

Segundo um técnico em vistoria do Detran:

Para regularizar os veículos com motor sem número será exigido um requerimento do interessado com firma reconhecida por autenticidade. Além disso, também são exigências para a regularização, o CRV, CRLV, vistoria prévia do veículo e do motor, além de autorização da unidade de trânsito em que o veículo está registrado ou regularizado.

Caso o proprietário não conheça a procedência do motor mas possua nota fiscal do bloco do motor a mesma deve ser apresentada.

A última exigência é a NOTA FISCAL original da compra do motor, novo ou usado, com bloco novo, e com suas características, ou seja, marca e número de cilindros

Esclarecemos que os proprietários que não possuírem a NOTA FISCAL podem apresentar declaração com firma reconhecida por autenticidade, informando as características do motor. Porém, alertamos que, ao fazer a declaração, o proprietário assume todas responsabilidades cíveis e criminais futuras. Entende-se que um proprietário não tenha a nota por alguns fatores, como antiguidade do motor ou extravio do documento

.

Caso seja necessária a troca do bloco do motor por um bloco novo (virgem) a nota do mesmo deve ser apresentada no DETRAN que encaminhará a uma empresa especializada para a gravação do número no mesmo , não é permitida a gravação em um bloco usado que ja possui uma numeração.

Não será permitida a gravação dos caracteres em motores que a numeração original tenha sido removida mecanicamente, ou seja, por meio abrasivo. Essa advertência refere-se a motores furtados ou roubados, que tenham tido a numeração raspada ou lixada para serem gravados novos números, de forma ilícita. Esta é uma das maneiras de se produzir o carro dublê.

O veículo será encaminhado à Delegacia de Polícia Judiciária se a numeração estiver em desacordo com o padrão do fabricante e não atenda às exigências da resolução CONTRAN 199/06. Isso também ocorrerá em caso de numeração removida por qualquer tipo de processo, exceto nos casos decorrentes da ação do tempo, acidente ou de veículo formalmente devolvido pela autoridade competente e recuperado em decorrência de furto ou roubo. O mesmo ocorrerá se a numeração estiver vinculada a veículo subtraído.

A gravação dos caracteres identificadores, que deverá ser executada em bloco virgem, será realizada por estabelecimento autorizado pelo Detran-SP ou Ciretrans, órgãos de trânsito dos municípios do Estado

.ATENÇÃO:  Caso o proprietário conheça a procedência do motor de seu veículo, basta apresentar uma declaração simples reconhecida firma que não terá dificuldades em fazer a documentação. Caso seja necessário a toca do bloco, é aconselhável a troca por um bloco novo pois o Detran, neste caso, coloca na carcaça nova a numeração original.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *